• Av. Tiradentes, 998 7º andar, Luz - SP
  • (11) 3929-5779

Presidente Jair Bolsonaro, o trânsito brasileiro não é uma fazenda!!!

Para o presidente da República, o processo de habilitação deveria ser composto apenas pelo exame teórico e exame prático. É essa a solução para o cenário alarmante do trânsito brasileiro?

Por Magnelson Carlos de Souza
Criado em 26/07/2019 — Atualizado em 26/07/2019

Presidente Jair Bolsonaro, o trânsito brasileiro não é uma fazenda!!!
Para o presidente da República, o processo de habilitação deveria ser composto apenas pelo exame teórico e exame prático. É essa a solução para o cenário alarmante do trânsito brasileiro?

Em sua “Live da Semana”, o presidente da República, Jair Bolsonaro, costuma fazer um resumo com os principais assuntos relacionados ao seu governo e com interesse direto dos cidadãos. As transmissões podem ser acompanhadas ao vivo em suas redes sociais.

Na transmissão desta quinta-feira (25), já no final do vídeo, o presidente Bolsonaro, acompanhado do Ministro da Secretaria Geral, Major Jorge Francisco, enquanto falava de ações benéficas aos caminhoneiros, aborda o suposto valor para se habilitar no Brasil.

Em determinado trecho, o ministro Jorge Francisco cita que a habilitação no Brasil custa hoje 2 mil reais. Consequentemente, o assunto se estende aos simuladores de direção – que serão facultativos a partir de setembro – e que segundo o presidente resultará na diminuição do custo da habilitação.

Em seguida, o presidente diz “eu aprendi a dirigir na fazenda, com 10 anos de idade. Não deveria ter exame de nada, apenas prova escrita e prova prática”. Será essa a solução para reverter os números cada vez mais preocupantes do trânsito brasileiro? Vejamos algumas estatísticas:

• Um acidente de trânsito por minuto é registrado no Brasil

• O trânsito é a terceira causa de morte no Brasil e 70% delas envolvem jovens de 18 a 25 anos

• O Brasil registra aproximadamente 37 mil mortes no trânsito (Sistema de Informações sobre Mortalidade, 2016)

• O Brasil é o 4º o país do mundo com maior número de mortes no trânsito (Datasus)

É fato que a formação de condutores como é hoje precisa ser revista, aprimorada e atualizada, porém, é imprescindível que exista um conjunto de ações, normas e diretrizes a serem seguidas.

Todo o nosso setor está à disposição do governo federal para se adequar a esse novo momento de mudanças. Queremos fazer parte do futuro. Entretanto, somente com respeito a todas as entidades e órgãos envolvidos com o trânsito brasileiro é que poderemos construir um novo cenário.

O que nos causa profunda preocupação e temor é a maneira simplista e inadequada que esse assunto está sendo levado a sociedade brasileira. Neste momento de incertezas, se faz necessário, para o bem do trânsito brasileiro e da sociedade como um todo, que o presidente da República tenha responsabilidade ao tratar de um tema tão importante para o nosso País.  

LEIA MAIS NOTÍCIAS

RECEBA NOSSAS INFORMAÇÕES VIA WHATSAPP

Cadastre seu número para receber nossas notícias e acompanhar ainda mais de perto nosso trabalho.