• Av. Tiradentes, 998 7º andar, Luz - SP
  • (11) 3929-5779

Sindautoescola.SP participa de reuniões em Brasília para tratar de possíveis mudanças no processo de formação de condutores

Reuniões aconteceram nos dias 29 e 30 de maio com o Denatran, parlamentares e entidades ligadas ao setor.

Por Sindautoescola.SP
Criado em 31/05/2019 — Atualizado em 31/05/2019

Sindautoescola.SP participa de reuniões em Brasília para tratar de possíveis mudanças no processo de formação de condutores
Reuniões aconteceram nos dias 29 e 30 de maio com o Denatran, parlamentares e entidades ligadas ao setor

O Sindautoescola.SP esteve em Brasília nos dias 29 e 30 de maio para participar de Assembleia promovida pela Feneauto (Federação Nacional das Autoescolas) e de reuniões de trabalho para tratar das possíveis mudanças no processo de formação de condutores que vêm sendo sinalizadas pelo governo federal e ministério da infraestrutura desde o início do ano.

Além da assembleia com os representantes dos sindicatos patronais, o Sindautoescola.SP participou de reunião na câmara dos deputados, na Confederação Nacional do Comércio (CNC) e no Denatran. “Nosso objetivo é acompanhar a evolução das declarações que começaram no início do ano e que vem causando uma retração cada vez maior na procura pelos serviços das autoescolas”, diz o presidente do Sindautoescola.SP, Magnelson Carlos de Souza, que esteve presente nas reuniões.

Com a edição da Medida Provisória nº 882/19, que nomeou o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, como presidente do Contran a expectativa é que durante o mês de junho seja publicada a primeira resolução relacionada ao processo de formação de condutores. Essa resolução deve tratar de temas como a aprendizagem noturna, o simulador de direção e a obtenção da autorização para conduzir ciclomotor (ACC).

“Estamos acompanhando de perto desde a primeira sinalização do presidente Bolsonaro e do ministro Tarcísio Gomes de Freitas com o propósito de preservar a nossa atividade profissional, assim como melhorar a imagem do nosso setor junto a sociedade e às autoridades que comandam o País”, afirma o presidente Magnelson.

O Sindicato vem adotando cautela na divulgação das informações. A entidade entende que notícias publicadas de maneira inadequada podem diminuir ainda mais o interesse do cidadão na procura de um Autoescola/CFC.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

RECEBA NOSSAS INFORMAÇÕES VIA WHATSAPP

Cadastre seu número para receber nossas notícias e acompanhar ainda mais de perto nosso trabalho.