• Av. Tiradentes, 998 7º andar, Luz - SP
  • (11) 3929-5779

#MulheresDoTransito Resista, levante a cabeça e siga em frente: a vida (sempre) te recompensa

A Andrea Prado é diretora-proprietária de Centro de Formação de Condutores na capital do estado de SP e estreia nossa série de publicações das #MulheresDoTransito contando um pouco da sua história no setor.

Por Andrea Prado, CFC Speedway
Criado em 01/03/2019 — Atualizado em 07/03/2019

#MulheresDoTransito Resista, levante a cabeça e siga em frente: a vida (sempre) te recompensa
Resista, levante a cabeça e siga em frente: a vida (sempre) te recompensa Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo

Lembro como se fosse ontem quando comecei a trabalhar em autoescola. Foi em meados de 2003. Nasci no Brooklin e morei nesse bairro até 2017, fiz grandes amizades. Quando surgiu a ideia de abrirmos uma autoescola, não pensamos em outro bairro que não esse. E assim começamos nossa história.

Procuramos bastante um imóvel que se enquadrasse em todas as exigências da Portaria 540, em vigor na época. Depois de vários dias achamos!

Meu marido já havia trabalhado em uma rede de autoescolas, mas eu não sabia nada, absolutamente nada! Aprendi com a minha avó, que para mandar limpar o chão, temos que saber limpar o chão.

E lá fui eu fazer DETRAN, que na “nossa linguagem” significa pagar taxas, marcar exames, retirar CNH’s, ver na caixinha o serviço do dia anterior (isso quando não esquecia a chave da caixinha) em um tempo em que tudo era muito diferente de hoje.

Precisei muito de pessoas que fossem humanas (raríssimo encontrar nos dias de hoje) e que estavam dispostas a estender a mão e me ajudar. Graças a Deus encontrei pessoas assim, que são essenciais até hoje!

Meu marido sozinho na autoescola e eu “fazendo DETRAN”.

Entendo que em uma empresa ou na vida, você será desafiada a desistir um milhão de vezes. Mas se você resiste, se você levanta a cabeça e segue em frente, a vida… ah… a vida recompensa. E aí então, você percebe que se tornou mais forte e aprendeu a lidar com as adversidades.

Num turbilhão de exigências, mudanças, crise econômica, também chegou para mim uma doença. Confesso que me vi pela primeira vez sem uma solução para o problema. Entrou em cena agora a Fé, a vontade de viver, vontade louca de vencer. Pedi para ELE mais uma chance, que me mostrasse o caminho certo e o que deixei passar despercebido e não dei o real valor. Fui atendida!!!!

Hoje muito mais forte, mais confiante, cercada de verdadeiros amigos e com a família mais unida me sinto com a mesma garra de quando abrimos a Speedway. A vontade de vencer continua, a luta diária continua árdua, mas a fé em tempos melhores só cresce!

Acredito que as mudanças serão difíceis e que o trabalho feito com respeito e responsabilidade será o diferencial para passarmos mais uma vez por mudanças que estão por vir. Não perca o foco, não perca tempo com coisas pequenas, ame mais seus amigos e familiares, acredite em você mesma, seja lembrada pelos seus atos e não pelos seus bens.

O segredo também está na intuição, aquela que nós temos de sobra, inteligência intuitiva (coisa de mulher). A intuição é a alma que fala o caminho que devemos seguir e ter certeza que escolhemos o nosso melhor.

A pergunta que devemos nos fazer todos os dias é a seguinte: O que eu fiz hoje por alguém para que essa pessoa passe a pensar em mim de forma positiva e ser sempre lembrada por ela como uma pessoa que pode contar àquela história que já contei da “mão estendida”, que fez toda a diferença em tudo!

É essa a experiência que deixo para todas dessa profissão.

Precisando de uma mão estendida, estarei sempre aqui!

 

LEIA MAIS NOTÍCIAS

RECEBA NOSSAS INFORMAÇÕES VIA WHATSAPP

Cadastre seu número para receber nossas notícias e acompanhar ainda mais de perto nosso trabalho.