Sexta, 15 Dezembro 2017

Simulador de Direção

Como usar esta nova ferramenta tecnológica e pedagógica?

Ao iniciar a Pós Graduação com o proposito de buscar uma especialização em minha área de trabalho, não tive duvidas em optar pelo Curso de Gestão, Educação e Segurança do Trânsito, no termino do Curso apresentei a minha Monografia com o titulo “ O USO DO SIMULADOR DE DIREÇÃO NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES NO BRASIL“, portanto, busquei estudos, literaturas e experiências para subsidiar a minha pesquisa, assim, neste momento de grande debate para a implantação desta nova ferramenta tecnológica, apresento abaixo alguns apontamentos de meu trabalho.

As aulas no simulador são muito diferentes das aulas práticas nas ruas, em que o instrutor senta ao lado do aluno, controla o veículo, quando necessário, com o duplo comando de freio e embreagem e fornece verbalmente ao aluno: uma pequena lista de objetivos ou tarefas de treinamento no início; orientação de navegação nas ruas onde essas tarefas podem ser praticadas;

Em uma típica aula no simulador, que consiste entre cinco e dez cenários de treinamento diferentes, o instrutor deve sentar atrás do aluno e fora do seu campo de visão com o objetivo de melhorar os efeitos imersivos do simulador e encorajar o desenvolvimento da sensação de autonomia do aluno.

Com base nos estudos e durante décadas de treinamento de condução, parece que muitos alunos não sentem que estão em pleno controle de seus veículos, desde que o instrutor ao seu lado seja capaz de pisar em seu próprio pedal de freio.

Com este estudo, ficou evidenciado a necessidade de um novo comportamento por parte dos instrutores de trânsito, que precisam adequar os seus planos de aula com foco no simulador de direção, porém, também ficou destacado a necessidade e a importância da presença do instrutor de trânsito nas aulas de simulador de direção.

Uma multidão de variáveis relacionadas ao aluno, ao instrutor, ao veículo e ao ambiente de condução, ou seja, rua, tráfego e clima, interagem de tal forma que fazem da instrução programada e da conquista de aprendizagens consistentes resultados altamente desafiadores.

Como recurso pedagógico, o Simulador de Direção vai ao encontro do conceito de inserção dos meios tecnológicos no processo de ensino e aprendizagem. Além disso, contribui com a adequação aos vários estilos de aprendizagem. E certo afirmar que o Simulador de Direção tem como objetivo possibilitar, de forma dinâmica, imersão de conhecimentos de direção veicular, além de experimentar todas as condições adversas, proporcionando, num ambiente virtual, sem risco ao aprendiz, a devida e necessária preparação para as demais aulas que deverão ocorrer na via pública.

Assim, tem-se a oportunidade de treinar pessoas inexperientes com recursos de informática e simulação, para aceleração do processo de aprendizado. Os simuladores, que possibilitam tanto a melhoria do processo de informações, como também as experimentações de situações reais de condução, podem oferecer solução com grande potencial de melhoria dos processos de formação.

O grande educador Paulo Freire declarou: “Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção“, portanto, essa nova ferramenta tecnológica e pedagógica que é o Simulador de Direção se apresenta como uma oportunidade ímpar de, através da atuação do instrutor de trânsito, bem formado e preparado, promover a harmonização de todo o processo de formação de condutores.

 

Por: Magnelson Carlos de Souza